Opinião: O beija-mão autárquico

Por infortúnio da vida estou desempregado. A firma para onde trabalhava em Vila Franca de Xira não aguentou o peso de tantos impostos e de um mercado global cada vez mais agressivo para as pequenas empresas. Acabou por fechar deixando-me a mim e a outros cinco colegas sem trabalho.Ultimamente tenho passado os dias na esplanada de um café no largo da câmara municipal, onde leio os classificados do jornal e olho com tristeza para as caras de outras pessoas que, como eu, são obrigadas a ocupar os seus dias como os reformados.

Vejo os empregados da câmara fazerem dezenas de pausas durante o dia para tomar cafés. Vejo os vereadoresa fumar cigarros na rua com os empresários do capital (quem sabe a tomar boas decisões para o concelho) e fico triste. Esta semana vi um aparato tão grande de gente que fui espreitar o salão nobre. Estavam lá os dirigentes de várias colectividades do concelho a assinar os protocolos de apoio (são, no fundo, os documentos que vão estipular as verbas autárquicas a atribuir às colectividades).

Engraçado. Alguns dos dirigentes que ali trocavam sorrisos e apertos de mão com a presidente e os vereadores eram os mesmos que, na mesma esplanada onde eu estava sentado minutos antes, a crucificavam pelo pouco dinheiro atribuído! Deu para ver que as direcções se queixam nas costas e na frente calam-se. Pareceu-me uma cerimónia de “beija-mão” que nem tive estômago para ver até ao fim. Pareciam que estavam a receber a esmola. Magoou-me também ver que há tanta gente a passar necessidades no concelho e a câmara municipal a ocupar-se a atribuir dinheiro a associações de pais e a clubes de xadrez! E depois querem que acreditemos nos políticos...

Rui Fernando Inácio

Fonte: O Mirante

2 comentários:

Liber Pater disse...

essas "associações de pais e a clubes de xadrez" albergam cada vez mais, jovens com dificuldades socio-economicas e são esses subsidios (legais, diga-se de passagem) que muitas vezes evitam outros caminhos, que ñ os correctos...certamente ñ teremos campeões de xadrez(e ñ é esse o objectivo), mas se tivermos cidadãos integros, no dias que correm, já é uma grande vitória. PS: Boa sorte para ti

Pedro Calisto disse...

Fantástico.... Tenho curiosidade em saber o que acharia a presidente da Câmara sobre este artigo... Vou desafiar alguém dessa malta a vir ler...

 

Arquivo

LIKE BOX

Contador

Filosofia

Sempre a espancar desde 2006, Representamos o espírito inconformado da Velha Guarda de Vila Franca de Xira que permanece por gerações. Somos Independentes e Regionalistas, Somos o eco dos tempos de glória, Somos a tua voz
“Se há característica irritante em boa parte do povo português é a sua constante necessidade de denegrir e menosprezar o que é feito dentro de portas. Somos uma nação convicta de que nada de bom pode sair da imaginação do português comum e que apenas o que nos chega do exterior é válido e interessante.”