Ateneu está à venda por penhora e só tem um dirigente em funções

O Ateneu Artístico Vilafranquense, principal associação do concelho de Vila Franca de Xira, está sem direcção desde o início de Maio e as suas instalações estão penhoradas e foram colocadas à venda.

No site do Banco Espírito Santo na internet aparecem os imóveis à venda por 622 mil euros. O mandato da direcção presidida por Filipa Silva terminou este ano e o grupo não quis voltar a concorrer aos órgãos sociais por falta de disponibilidade e algum desencanto face à falta de apoios.

Para evitar que a associação fechasse portas o presidente da assembleia geral, Mário Calado, que é também presidente da junta de freguesia e ex-presidente do Ateneu, ficou a gerir os destinos da colectividade temporariamente mas não conseguiu juntar gente suficiente para formar uma comissão administrativa. “Não conseguimos encontrar uma única pessoa para assumir a presidência. Estou sozinho nisto. Sou a única pessoa em funções para isto não fechar portas e já pedi a algumas pessoas para me ajudarem. Estão neste momento a tentar reunir gente para formar uma direcção”, confirma Mário Calado a O MIRANTE.

As dificuldades financeiras do Ateneu têm afastado os potenciais dirigentes. As despesas são maiores que a capacidade de gerar receitas. “A falta de gente deixa-me muito preocupado. Temos gastos imensos de energia todos os meses. O Ateneu está a viver a sacos de soro. Isto de se dizer que o associativismo está vivo e recomenda-se não é verdade”, lamenta Mário Calado. Além das despesas fixas mensais a cobertura da sede precisa de ser substituída devido a infiltrações.

Calado diz que está disponível para encabeçar uma nova lista mas apenas como presidente da assembleia-geral. “Sou presidente da junta e não seria ético concorrer para a direcção”, ressalva. Calado diz que a anterior direcção fez um excelente trabalho mas diz compreender o desapontamento dos directores. A anterior presidente, Filipa Silva, não esconde o desencanto de liderar uma associação sem apoios. “Seria positivo se houvesse um maior apoio financeiro, além de que, actualmente, nota-se um descurar na formação cultural das populações”, lamenta. Filipa garante que vai continuar a colaborar com o Ateneu porque “é a sua casa” mas não tem disponibilidade para assumir cargos de direcção.

O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), diz a O MIRANTE que está “muito preocupado” com a situação de incerteza que está a ser vivida pelo Ateneu. O autarca garante que não vai deixar o Ateneu “afundar-se” e promete “ajudar naquilo que poder”, porque é uma obra cultural da cidade “que não se pode perder”. Este não é caso único na cidade. O União Desportiva Vilafranquense continua também sem direcção, mantendo-se em funcionamento com uma comissão administrativa. Durante três semanas o Clube Taurino Vilafranquense também esteve sem direcção.

Fonte: O Mirante

0 comentários:

 

Contador

LIKE BOX

Arquivo

Filosofia

Sempre a espancar desde 2006, Representamos o espírito inconformado da Velha Guarda de Vila Franca de Xira que permanece por gerações. Somos Independentes e Regionalistas, Somos o eco dos tempos de glória, Somos a tua voz
“Se há característica irritante em boa parte do povo português é a sua constante necessidade de denegrir e menosprezar o que é feito dentro de portas. Somos uma nação convicta de que nada de bom pode sair da imaginação do português comum e que apenas o que nos chega do exterior é válido e interessante.”