Uma fabulosa viagem no tempo pelos museus de Vila Franca

“Os museus de Vila Franca de Xira oferecem uma fabulosa viagem na máquina do tempo – desde a pré-história ao admirável século XX, passando pela ocupação romana, a Idade Média, a Revolução Industrial”.


O convite é feito por Orlando Raimundo, autor do guia “Vila Franca de Xira. Saber mais sobre…” dedicado aos museus do concelho. O quarto volume da colecção, editada pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, foi apresentado ao final da tarde de sexta-feira, 19 de Novembro, no Núcleo Museológico de Alverca.

“Se «o destino morreu de repente», como ironizava Redol, é de nós, da nossa vontade, mobilização e determinação que depende o futuro. Mas o sucesso da expedição exige saber quem somos, de onde viemos, que experiências juntámos. Aos lugares dessa memória chamados museus”.

O Museu Municipal de Vila Franca de Xira, com os seus quatro núcleos, e o Museu do Neo-Realismo são “os navios almirantes de uma frota poderosa”, que convida a viajar pela História e património, artes plásticas, fotografia, literatura, arqueologia, etnografia, arte sacra, a vida e obra de homens singulares como Alves Redol, Soeiro Pereira Gomes, Sousa Martins, Vidal Baptista, Mário Coelho, escreve Orlando Raimundo.

E como falar de museus é falar também da identidade de um povo, a este conjunto de espaços de histórias e identidade haverá a juntar, no futuro, o Museu da Tauromaquia, sugere o autor. O escritor e jornalista confessou no dia da apresentação do guia que a experiência está a ser rica em conhecimento. “Costumo dizer a brincar que estou a tirar o curso de mestrado em Vila Franca de Xira”. A chefe da divisão de património e museus da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Graça Nunes, realça que o livro é importante para que as pessoas possam saber onde deslocar-se e que colecções existem no concelho.

A presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha, que não pôde estar presente e fez-se representar pelos vereadores João de Carvalho e Conceição Santos, escreveu no prefácio do guia que Vila Franca de Xira tem a satisfação de possuir, como parte integrante do seu património cultural, um conjunto de museus cujo valor ultrapassa em muitos casos, o interesse concelhio. “Da arqueologia à arte sacra, da literatura à aeronáutica, da tauromaquia à etnografia, o quarto volume desta colecção permite-nos saber mais sobre os museus do nosso concelho”.

O primeiro volume da colecção, de um conjunto de dez, foi dedicado às “Feiras, Festas e Romarias”. O segundo volume aborda “As linhas defensivas de Torres Vedras” e o terceiro fala sobre “Gastronomia. Cada guia custa três euros e está à venda no museu municipal, museu do neo-realismo, em Vila Franca de Xira.

Fonte: Cidade de Alverca

0 comentários:

 

Arquivo

LIKE BOX

Contador

Filosofia

Sempre a espancar desde 2006, Representamos o espírito inconformado da Velha Guarda de Vila Franca de Xira que permanece por gerações. Somos Independentes e Regionalistas, Somos o eco dos tempos de glória, Somos a tua voz
“Se há característica irritante em boa parte do povo português é a sua constante necessidade de denegrir e menosprezar o que é feito dentro de portas. Somos uma nação convicta de que nada de bom pode sair da imaginação do português comum e que apenas o que nos chega do exterior é válido e interessante.”